Voltar ao Topo
Alimentação

O que Comer Antes e Depois do Treino

Sabemos que não se deve fazer atividade física em jejum, mas qual a função da alimentação antes do treino? O que comer? E o que pode ser consumido após? Para manter a motivação e o pique durante e depois de uma atividade física é preciso muito mais que um bom condicionamento, é necessária uma alimentação adequada. Confira as dicas da nutróloga e médica ortomolecular Liliane Oppermann sobre o que comer antes e depois do exercício físico.

sanduíche integral

Até 1 hora antes da atividade, um lanche de pão integral pode ser consumido. Foto: Ruben Alves / Free Images.


Antes da Atividade Física

Devem ser consumidos alimentos ricos em carboidratos e proteínas. Evite a ingestão de alimentos ricos em gorduras ou em fibras nas duas ou três horas que antecedem a sua atividade física. Estes alimentos têm uma digestão mais demorada e podem causar mal-estar gástrico no decorrer do exercício. O açúcar refinado também não é indicado, pois faz o corpo liberar muita insulina, hormônio que abre a porta das células para a glicose. Em pouco tempo a taxa de glicose cai e a pessoa se sente cansada. Aposte sempre nos carboidratos, por serem a principal fonte energética do organismo – permitem um treinamento intensivo e consistente, retardando a fadiga e diminuindo o risco de lesões. Já as proteínas, promovem o incremento de massa muscular e atenuam o desgaste da mesma.

Sugestão de consumo: até 30 minutos antes da atividade, consumir barras de cereal, iogurte, sucos de fruta ou frutas. Até 1h antes da atividade, um lanche de pão integral com queijo branco, peito de peru, suco de fruta e fruta poderá ser consumido.

Depois da Atividade Física

Se você costuma se exercitar pela manhã é indicado fazer um almoço reforçado. A ingestão de cereais integrais, ricos em vitaminas e minerais e com uma boa quantidade de proteína é indispensável para repor as energias. Antioxidantes, como frutas vermelhas e manga, neutralizam os radicais livres, que no atleta são gerados num nível maior por causa do alto consumo de oxigênio.

Sugestão de consumo: pão francês, bolacha água e sal, pão de queijo, batata, macarrão, suco de fruta ou frutas. Leite, queijos e presuntos light, iogurte, carnes magras.

Para atividades muito longas e intensas (com mais de 1h de duração, como corrida, futebol, tênis de mesa), podem ser consumidos repositores hidroeletrolíticos durante a mesma, para se repor os estoques de carboidratos perdidos e para que não ocorra uma interrupção inesperada por fadiga.

Fonte: Zero Hora

Compartilhe