Pular
MedClick: Informação Para Viver Bem.

A Verdade Sobre a Heroína

TAMANHO DA LETRA
A
A
A

Heroína: As Origens

Conheça como surgiu a heroína

Foto: Divulgação
Anúncio veiculado nos EUA em 1897 direcionado aos médicos.

A heroína foi sintetizada pela primeira vez em 1897 pela Bayer, empresa farmacêutica da Alemanha, e colocada no mercado como tratamento para tuberculose e como um remédio para dependência de morfina.

Um Círculo Vicioso

Durante os anos da década de 1850, a dependência de ópio era um grave problema nos Estados Unidos. A "solução" era dar aos dependentes de ópio um substituto menos potente e "não-viciante" – a morfina. Logo, a dependência de morfina se tornou um problema maior do que o problema da dependência de ópio.

Tal como o ópio, o problema da morfina foi resolvido por outro substituto "não-viciante" – a heroína, que provou ser ainda mais viciante do que a morfina. Com o problema da heroína surgiu ainda outro substituto "não-viciante" – a droga conhecida como metadona. Ela foi desenvolvida em 1937 por cientistas alemães à procura de um analgésico cirúrgico. Foi exportada para os Estados Unidos e recebeu o nome comercial de "Dolophine", em 1947. Renomeada de metadona, a droga passou a ser amplamente utilizada como um tratamento para a dependência de heroína. Infelizmente, provou ser ainda mais viciante do que a heroína.

No final dos anos 90 a taxa de mortalidade de usuários de heroína era cerca de 20 vezes mais elevada do que o resto da população.

A Nova Cara da Heroína

A imagem de um jovem heroinômano apático, caído num beco sujo e escuro é obsoleta. Hoje, o jovem toxicodependente pode ter 12 anos, brincar de videogame e curtir a música da sua geração. Pode ter uma aparência de inteligente, com estilo e não exibir nenhum dos traços comuns do consumo de heroína, tais como marcas de agulha no braço.

Por estar disponível em várias formas que são mais fáceis de consumir e mais acessíveis, a heroína hoje em dia é mais tentadora do que nunca. Entre 1995 e 2002, o número de adolescentes nos Estados Unidos com idade entre 12 e 17 anos que usou heroína pelo menos uma vez na vida aumentou 300%.

Um jovem que pensa duas vezes antes de pôr uma agulha no braço, pode mais facilmente fumar ou "cheirar" a mesma droga. Mas isso acaba sendo um engano pois pode dar à pessoa a ideia de que é menos perigoso que injetar. A verdade é que a heroína, em todas suas formas, é perigosa e viciante.

Ferramentas & Slides no MedClick

Como Parar de Fumar
Confira as dicas dos especialistas.
Alimentos Bons Para o Cérebro
Melhore sua concentração.
Picadas de Insetos
Identifique-os pelas suas picadas.
Aids / HIV
Mitos e Verdades Sobre HIV/Aids.
Calorias
Quantas calorias seu corpo precisa.
Suor
O que te faz suar além do normal?
Altura da Criança
Veja o quanto seu filho pode crescer.
Sinais do Mal de Alzheimer
10 sinais de alerta da doença.
Raças de Cachorro
Conheça cada raça em detalhes.
Anticoncepcionais
Qual é a melhor opção para você?
Álcool no Sangue
Fatores que influenciam.
Como Diminuir o Colesterol
15 dicas para reduzir o LDL.