Pular
MedClick: Informação Para Viver Bem.
TAMANHO DA LETRA
A
A
A

Menopausa

Sintomas e tratamentos
(continuação)

Sintomas (continuação...)

Os sintomas psicológicos e emocionais como fadiga, irritabilidade, insônia e nervosismo podem ser provocados pela diminuição de estrogênios. A transpiração noturna prejudica o sono e agrava ainda mais o cansaço e a irritabilidade. Às vezes, a mulher pode sentir-se enjoada, ter sensação de formigamento e ter fortes palpitações cardíacas. Também pode sofrer de incontinência urinária, inflamação da bexiga e da vagina e ter dores durante a relação sexual devido à secura da mucosa vaginal. Às vezes, surge uma sensação dolorosa nos músculos e nas articulações.

A osteoporose é o principal problema para a saúde que a menopausa provoca. As mulheres brancas magras e as que fumam, ingerem álcool em excesso, tomam corticosteroides, ingerem pequenas quantidades de cálcio ou têm uma forma de vida sedentária correm maior risco de sofrer desta doença. Durante os primeiros 5 anos posteriores à menopausa, perdem-se entre 3% e 5% de massa óssea por ano e, depois, entre 1% e 2% por ano. E, por esse motivo, ocorrem fraturas ósseas com mais facilidade. Os ossos que se fraturam com maior frequência são as vértebras (o que provoca encurvamento e dor nas costas), o fêmur e os ossos dos pulsos.

A incidência das doenças cardiovasculares aumenta mais rapidamente depois da menopausa, devido ao fato de que os níveis de estrogênio diminuem. Uma mulher que tenha sofrido a extração dos ovários e que, em consequência, tenha menopausa prematura, e que não se submeta à terapia de reposição hormonal, tem o dobro de probabilidades de sofrer de doenças cardiovasculares do que uma mulher pré-menopáusica da mesma idade.

As mulheres pós-menopáusicas que tomam estrogênios sofrem muito menos de doenças cardiovasculares do que as que não os tomam. Por exemplo, entre as pacientes pós-menopáusicas que sofrem de doenças das artérias coronárias, as que tomam estrogênios têm, em média, uma maior expectativa de vida. Estas vantagens devem-se, em parte, aos efeitos favoráveis dos estrogênios sobre os níveis de colesterol. A diminuição de estrogênios provoca um aumento no chamado colesterol ruim (LDL) e uma diminuição do chamado colesterol bom (HDL).

Tratamento

O tratamento se constitui em repor os níveis de estrogênios a índices semelhantes aos da pré-menopausa. Os principais objetivos da reposição hormonal são:

  • Aliviar sintomas como as ondas de calor, a secura vaginal e as perturbações urinárias;
  • Prevenir o aparecimento da osteoporose;
  • Prevenir a aterosclerose e as doenças das artérias coronárias.

Ferramentas & Slides no MedClick

Como Parar de Fumar
Confira as dicas dos especialistas.
Alimentos Bons Para o Cérebro
Melhore sua concentração.
Picadas de Insetos
Identifique-os pelas suas picadas.
Aids / HIV
Mitos e Verdades Sobre HIV/Aids.
Calorias
Quantas calorias seu corpo precisa.
Suor
O que te faz suar além do normal?
Altura da Criança
Veja o quanto seu filho pode crescer.
Sinais do Mal de Alzheimer
10 sinais de alerta da doença.
Raças de Cachorro
Conheça cada raça em detalhes.
Anticoncepcionais
Qual é a melhor opção para você?
Álcool no Sangue
Fatores que influenciam.
Como Diminuir o Colesterol
15 dicas para reduzir o LDL.