Voltar ao Topo
Gravidez

Parto Prematuro: Sinais e Sintomas

Um parto que acontece com mais de três semanas de antecedência da data prevista é chamado parto prematuro (desde que já tenha completado 20 semanas de gravidez). Nesse caso, as contrações causam a abertura precoce do colo do útero. É importante saber os sinais de um parto prematuro para que você os reconheça e possa evitar que o seu bebê nasça prematuramente.

O trabalho de parto prematuro pode resultar no nascimento de um bebê prematuro. No entanto, o trabalho de parto pode ser interrompido para que o bebê tenha mais tempo para crescer e se desenvolver no útero. O tratamento para o parto prematuro se constitui de repouso absoluto, tomar soro na veia e alguns medicamentos que relaxam a musculatura uterina.

Se o bebê nascer após os sete meses, as chances de sobrevivência são consideráveis, mas ele precisará ficar algum tempo na UTI neonatal da maternidade ou hospital. Se o bebê nascer antes do sétimo mês, ele só conseguirá sobreviver através de internação na UTI neonatal.

Quais São os Sinais de Parto Prematuro?

É importante saber os sinais de um parto prematuro para que você os reconheça e possa evitar que o seu bebê nasça prematuramente. Normalmente, o parto prematuro não causa dor, mas existem vários sinais de alerta, tais como:

  • Contrações a cada dez minutos ou menos;
  • Apertamento ou dor na região lombar das suas costas que pode ser constante ou irregular (a mudança de posições ou qualquer outra medida não alivia o sintoma);
  • Cólicas abdominais (com ou sem diarreia);
  • Aumento da pressão na região pélvica ou vagina;
  • Cólicas semelhantes às da menstruação;
  • Aumento do corrimento vaginal;
  • Vazamento de liquido pela vagina;
  • Sangramento vaginal
  • Náusea, vômito ou diarreia;
  • Diminuição dos movimentos fetais (o bebê não chuta tanto quanto chutava normalmente).
parto prematuro

Se você tiver os sintomas de parto prematuro, ligue imediatamente para seu médico. Foto: Divulgação.

O Que Fazer em Caso de Parto Prematuro?

Ligue para o seu médico imediatamente se você tiver:

  • Vazamento de líquido pela vagina
  • Sangramento vaginal
  • Aumento súbito de corrimento vaginal

Deite-se, preferencialmente do seu lado esquerdo, e confira se há contrações caso você tenha qualquer um dos seguintes sinais de parto prematuro:

  • Cólicas
  • Dor na região lombar das costas
  • Pressão pélvica ou vaginal

Para conferir se há contrações, coloque a ponta dos dedos sobre o seu abdômen. Se você sentir o útero apertando e relaxando, você será capaz de registrar qual a frequência das contrações. Para marcar a frequência das suas contrações, escreva o tempo que se passou do início de uma contração até o início da contração seguinte.

Se você tiver contrações a cada dez minutos ou menos, durante uma hora, que não passam após mudar de posição, relaxar ou beber de 2 a 3 copos de água, ligue para o seu médico. Além disso, ligue para ele se, antes de completar uma hora, os sinais de alerta relacionados acima piorarem ou se a dor for severa e persistente.

O Que Acontece se Eu Tiver de Ir ao Hospital?

Após conversar com o seu médico sobre os sinais de parto prematuro, ele poderá te dizer para ir ao hospital. Ao chegar lá:

  • Será solicitado que você vista um avental hospitalar.
  • Seus batimentos cardíacos, pressão sanguínea e temperatura serão conferidos.
  • Um monitor de sinais vitais será ligado ao seu abdômen para conferir os batimentos cardíacos do bebê e avaliar as contrações uterinas.
  • Seu colo do útero será examinado para ver se está dilatando-se.

Caso esteja em trabalho de parto prematuro, você tomará alguns medicamentos para interromper o trabalho de parto e permitir que o bebê tenha mais tempo para se desenvolver no útero. Geralmente, você também poderá tomar um tipo de medicamento para acelerar o desenvolvimento dos pulmões do seu bebê.

Se o parto não puder ser interrompido, você terá que dar à luz o seu bebê.

Se você não estiver em trabalho de parto prematuro, você poderá voltar para casa.

Fonte: WebMD

Compartilhe

Deixe o seu comentário