Voltar ao Topo
Saúde da Mulher

Recomendação Diária de Vitamina D Para Mulheres

A vitamina D é fundamental para os ossos. Se os níveis de vitamina D no sangue estiverem abaixo do normal há um aumento no risco de osteoporose e fraturas. O tipo de vitamina D que o nosso corpo precisa é obtida em um processo de transformação que ocorre no fígado e nos rins com a vitamina D que vem dos alimentos e da luz solar quando entra em contato com a pele.

vitamina d

Em condições normais de saúde, nosso próprio corpo produz vitamina D quando exposto ao sol. Foto: Dr. Josh Axe.


Os níveis de vitamina D caem quando a exposição ao sol é reduzida, principalmente em lugares de inverno rigoroso. Além disso, à medida que envelhecemos, a absorção de vitamina D vai se tornando menos eficiente. Por isso, pessoas idosas e aquelas com exposição solar limitada (inclusive pessoas isoladas dentro de casa) têm um risco maior de apresentar baixos níveis de vitamina D no sangue. Outros fatores de risco são as síndromes de malabsorção (como a Doença de Crohn), pele parda (que impede a produção de vitamina D através da luz solar) e excesso de gordura, que pode impedir a liberação de vitamina D na corrente sanguínea. Baixos níveis de vitamina D no sangue causam a liberação de paratormônio (PTH), responsável por estimular a descalcificação óssea. Quando os níveis de vitamina D no sangue sobem para mais de 30 nanogramas por mililitro (ng/ml), o PTH volta ao normal e a descalcificação ósseas diminui. A maioria dos especialistas acredita que um nível de vitamina D abaixo de 30 ng/ml pode causar uma acentuada descalcificação óssea.

Para a maioria das mulheres, 800 a 1.000 UI de vitamina D por dia é o suficiente para normalizar o metabolismo dos ossos. Se o nível de vitamina D estiver abaixo de 30 ng/ml, a deficiência pode ser corrigida com altas doses — 50.000 UI de vitamina D em dose única uma vez por semana, durante seis a oito semanas.

O limite seguro máximo para suplementação de vitamina D é de 2.000 UI por dia. Contudo, se for tomada dentro de um período delimitado, até mesmo altas doses são seguras. Os principais efeitos colaterais (devidos aos elevados níveis de cálcio no sangue e na urina) só ocorrem quando os níveis de vitamina D atingem 88 ng/ml — uma concentração improvável de ser atingida até mesmo a partir do tratamento com altas doses de suplementos.

Os resultados dos testes podem ter variações de laboratório para laboratório. Mesmo assim, se o nível de vitamina D no seu sangue estiver próximo a 30 ng/ml, você deve tomar as altas doses por seis a oito semanas. É seguro e mais barato do que fazer o teste mais uma vez. Após completar o tratamento com altas doses, tome um suplemento diário de 800 a 1.000 UI de vitamina D. Além disso, assegure-se de que você esteja ingerindo de 1.200 a 1.500 miligramas de cálcio por dia através da alimentação ou suplementos.

Fonte: HEALTHbeat

Compartilhe