Disfunção Temporomandibular (DTM)

A articulação temporomandibular (ATM) é responsável pelos movimentos da boca de abrir, fechar e ir para os lados; é o encaixe da mandíbula com o resto dos ossos do crânio. É uma das articulações mais complexas do corpo humano. Para localizá-la, posicione seus dedos logo em frente das orelhas, abra e feche a boca e você sentirá as articulações temporomandibulares, uma de cada lado do rosto, movimentarem-se sob seus dedos.

A disfunção temporomandibular (DTM) é uma anormalidade da articulação temporomandibular e/ou dos músculos responsáveis pela mastigação.

atm

A disfunção temporomandibular está relacionada ao estresse e à oclusão dental. Imagem: Getty.


Sintomas da DTM

Os sintomas mais comuns da disfunção temporomandibular, são:

  • Dores de cabeça na região da testa, fundo de olho e nas têmporas;
  • Dores de ouvido;
  • Zumbidos no ouvido;
  • Dificuldade para mastigar, principalmente alimentos duros;
  • Dores durante a mastigação;
  • Tonturas;
  • Vertigens;
  • Estalido próximo à orelha ao abrir e fechar a boca;
  • Desgaste dental excessivo;
  • Sensação de travar a mandíbula.

Causas da DTM

A ATM é uma articulação muito particular, pois é a única no corpo humano que é interligada, isto é, quando se movimenta a articulação direita, a esquerda também se move. Por sua vez, essas duas articulações têm uma íntima relação: a articulação dos dentes.

Portanto, as causas mais comuns de disfunção temporomandibular estão relacionadas com:

  • A mordida (encaixe dos dentes superiores e inferiores);
  • A falta de dentes;
  • Próteses mal-adaptadas ou “gastas” (toda prótese deve ser avaliada anualmente para controlar o seu desgaste);
  • Aperto ou ranger de dentes durante o dia ou durante a noite (bruxismo).

Existem, ainda, outros fatores que podem levar as pessoas a desenvolverem os sintomas citados de disfunção temporomandibular, tais como:

  • Acidentes de carros com algum tipo de traumatismo, tanto na face como no pescoço;
  • Traumas no local da articulação (boladas, quedas, etc);
  • Traumas na região do queixo;
  • Artrites e artroses;
  • Estresse emocional;
  • Entubamento para cirurgias e endoscopias;
  • Cirurgias para retirada do dente terceiro molar (dente siso).

Diagnóstico & Exames

Como mencionado, a disfunção da articulação temporomandibular pode ter várias causas, o que torna o diagnóstico uma tarefa complexa. Muitas vezes, as disfunções da ATM podem ser confundidas com outras condições dolorosas, como dores de origem dentária e infecções bucais. Você deverá relatar ao cirurgião-dentista desde quando apareceu o problema, e em quais momentos ele parece piorar. Além dos exames físicos de palpação dos músculos e da ATM, o cirurgião-dentista avalia a dinâmica da sua mordida. Radiografias da cabeça também são muito importantes para avaliar a causa da disfunção. O cirurgião-dentista fará uma análise do tipo de ruído que a articulação emite, o que possibilita descobrir a provável causa da DTM. Para isso, ele pode realizar a auscultação ou ainda, o exame eletrovibratográfico – medição por aparelho do tipo de ruído.

Tratamento da DTM

O tratamento depende de vários fatores como: causa da disfunção, idade do paciente, tempo transcorrido após a lesão, extensão do traumatismo, presença ou não de inflamação e presença ou não de má oclusão. Geralmente, o tratamento dos pacientes com DTM precisa ser feito em conjunto com outros profissionais de saúde, como psicólogos, ortopedistas e fisioterapeutas.

Fonte: Ministério da Saúde

Marcações: