Enxaqueca

A enxaqueca é um tipo muito comum, porém peculiar, de dor de cabeça. A localização da dor normalmente é de um lado da cabeça, às vezes, dos dois, podendo ocorrer também náusea e alterações na visão. As mulheres representam 70% dos casos de enxaqueca, provavelmente devido a fatores hormonais. Se alguém da sua família teve ou tem enxaqueca, você tem mais chances de ter, também.

enxaqueca

A enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que pode ser desencadeada por diversos fatores. Foto: DermaFace.


Os fatores mais frequentes que podem iniciar uma crise são:

  • Alimentos e bebidas. Queijos amarelos envelhecidos; frutas cítricas (principalmente laranja, limão, abacaxi e pêssego); banana (principalmente d’água); linguiças; salsichas e alimentos de coloração avermelhada, em conserva; frituras e gorduras; chocolates; café, chá e refrigerantes a base de cola; aspartame; glutamato monossódico; vinhos (principalmente o tinto); cervejas e chope.
  • Hábitos. Ficar mais de 5 horas seguidas sem se alimentar; dormir mais ou menos do que o de costume.
  • Variações bruscas de temperatura e umidade do ar. Entrada em ambientes frios, estando antes em ambiente quente e vice-versa; ingestão de líquidos gelados com o organismo aquecido ou suando muito.
  • Fatores emocionais e estresse. Antes ou após alguma prova; ter algum compromisso importante.
  • Menstruação e fatores hormonais. É muito comum em mulheres portadoras de enxaqueca apresentarem dor nas fases pré, durante ou após a menstruação; muitas mulheres têm as crises pioradas a partir do momento que iniciam o uso de anticoncepcionais orais; na menopausa, muitas mulheres melhoram espontaneamente e voltam a piorar quando iniciam a reposição hormonal.

Tratamento da Enxaqueca

Vai depender da frequência e gravidade das crises. Geralmente as pessoas que têm dores de cabeça mais frequentes respondem bem a analgésicos. No entanto, um médico deverá ser consultado para dizer qual é a melhor medicação para quem sofre de enxaqueca. Muitas vezes, as crises podem ser reduzidas evitando-se os fatores desencadeantes.

Quando estiver em crise, tenha sempre à mão o remédio receitado pelo médico (nunca o tome mais de duas vezes por semana); procure um local fresco e escuro para recostar, mas não deite; coloque gelo sobre as áreas doloridas; beba muita água e coma moderadamente; e descanse.

Fontes: Ministério da Saúde e Harvard Health Decision Guides

Marcações: